sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O QUE É O SINCRETISMO RELIGIOSO.


O sincretismo religioso se dá pela congregação de seitas diversas, participando de um mesmo credo, como se pode dizer da Igreja católica, quando mudou de cristianismo para catolicismo, adaptando ao modo de pensar e viver cristão, todo tipo de dogma e crenças populares que existiam na época.Tome como exemplo a umbanda e o catolicismo, o primeiro colocou mesclou santos da igreja católica com seus orixás. s. Jorge é Ogum, santa Bárbara é Iansã, senhora da Conceição é Iemanjá, etc.

Um exemplos claro de sincretismo é a lavagem da igreja Católica do Bonfim, que ocorre anualmente em Salvador, Bahia.

O sincretismo religioso é a junção de filosofias e doutrinas de religiões.
Por exemplo: A Igreja católica é sincrética porque tem práticas de religiões de origem africana (como o xangô).

Os espíritas são sincreticos quando utilizam filosofias cristãs, hinduistas, judaicas, etc. O Kardecismo surgiu de uma mistura do catolicismo com a umbanda.

Católicos homenageiam s. da Conceição e umbandistas a Iemanjá no 8 de dezembro. Dentro do sincretismo religioso, alguns estados prestam homenagens a Iemanjá, enquanto outros voltam as atenções para Oxum. Para os católicos a Imaculada Conceição é segundo o dogma, definido pelo Papa Pio IX em 1854.

Sincretismo – No mesmo dia em João Pessoa acontece a Festa de Iemanjá na praia de Tambaú a s. da Conceição, que no caso é Iemanjá, é considerada a mãe de todos os orixás.

Os católicos são sincreticos pela adoção de imagens de santos homens. Prática comum na antiguidade para adoração e/ou louvor de seres humanos mortos (politeísmo) e não adoram à UM ÚNICO DEUS (monoteísmo).

De uma forma geral todas as religiões são sincreticas.
Nenhuma religião (atualmente) é completamente "original".

O UNICO SEGUIMENTO QUE ENSINA A ADORAR UM UNICO DEUS É O CRISTIANISMO VERDADEIRO. QUE ENSINA A CHAMAR DEUS DE PAI.
Ao qual clamamos Aba Pai( Paizinho)

Sincretismo Religioso Católico-Germânico:
Durante o período de decadência Romana, os germânicos começaram a entrar em seus territórios, de forma pacífica (e armada) misturando as culturas (cristã romana com a mitologia germânica). Roma se tornara cristã em certo tempo e tentou cristianizar os germânicos, mas estes estavam muito ligados com sua cultura local.

Sincretismo Igrejas que antigamente foram criadas por protestantes:
a Igreja Católica, ao ver o crescimento dos evangélicos, sentiu-se intimidada por estar perdendo muitos adeptos, então resolveu fazer a linha carismática, assemelhada aos evangélicos em alguns pontos, mas mantendo ainda o culto às imagens. E daí partir para um novo sistema de pregação, com cantores, grandes padres-shows (vide Pe Reginaldo, Marcelo, Antonio Maria, etc.). Tudo imitação dos evangélicos. E Também associar-se com denominações anglicanas mais abertas, sabendo que lá os padres podem se casar.

Influências
O sincretismo também é comum na literatura de Jorge Amado, música, artes de representação e outras expressões culturais. (Compare com o conceito de ecleticismo). Letristas como Dorival Caymmi, Vinícius de Moraes e Jorge Ben Jor retrataram o tema em diversas canções, enquanto Dias Gomes levou-o para o teatro com a peça O Pagador de Promessas que, mais tarde, foi levada para o cinema, conquistando uma Palma de Ouro no Festival de Cannes e uma indicação ao prêmio Oscar de melhor filme estrangeiro.

O BRASIL NUNCA GANHOU UM OSCAR.
Imaginem porque: Ou tem nele idolatria, ou tem prostituição. Este ano o filme indicado foi: "Bruna Surfistinha"...

Por: Pastora Wilma Ribeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário